sexta-feira, 21 de março de 2014

SOM

Características de um Som

      Um som apresenta sempre 3 características que o distinguem de outros sons. São elas:
  • Timbre;
  • Altura;
  • Intensidade.



O Timbre

Quando assistimos a um concerto com vários instrumentos a serem tocados ao mesmo tempo, conseguimos distinguir os sons de cada um deles, mesmo que estejam a tocar a mesma nota. 

Som Complexo
Som Complexo


















A guitarra e o piano,  produzem um Som Complexo, diferente para cada um deles. 
A onda sonora resulta da mistura de diferentes frequências.   

             
 No caso do diapasão, este produz um Som Puro, apenas com uma frequência.
  
SOM PURO 





A Altura (Sons Agudos ou Graves)


A Altura de um Som é a propriedade que permite distinguir os sons agudos (altos) dos sons graves (baixos). 
De um modo geral, as raparigas têm vozes mais agudas (ou altas), enquanto que os rapazes têm vozes mais graves (ou baixas).
A Altura de um Som está directamente relacionada com a frequência do som:

  • Sons de maior frequência correspondem a sons agudos (ou altos);
  • Sons de menor frequência correspondem a sons graves (ou baixos).    


A Intensidade Sonora (Sons Fortes ou Fracos)


O som produzido pelo motor de um avião é completamente diferente do som produzido pelo bater de asas de uma mosca. 
O som produzido pelo motor do avião ouve-se muito bem, mesmo que estejamos bastante afastados dele.  Ao contrário, o som produzido pelas asas da mosca só se ouve se estivermos muito próximos dela. 
Por esse motivo, dizemos que os sons produzidos têm intensidades sonoras diferentes:

  • quanto maior a Intensidade Sonora, maior a Amplitude da onda sonora e maior a energia transmitida ao meio de propagação do som;
  • quanto menor a Intensidade Sonora, menor a Amplitude da onda sonora e menor a energia transmitida ao meio de propagação do som.




À medida que o som se propaga, a energia associada à vibração das partículas do meio vai diminuindo, logo a amplitude de vibração vai diminuindo também. 
Por esse motivo, quanto mais afastados estamos da fonte sonora, mais dificuldade temos em ouvir o som produzido.



Bibliografia
http://www.aulas-fisica-quimica.com

PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DO SOM



RESUMO DA MATÉRIA

A velocidade do som depende
do meio onde se propaga - Vgases vlíquidos vsólidos
da temperatura do meio - A velocidade do som aumenta com a temperatura, porque como as partículas ficam com mais energia, agitam-se e chocam mais, transmitindo assim as vibrações mais rapidamente.
As ondas sonoras são ondas mecânicas longitudinais, tal como no caso da mola, porque resultam da compressão e rarefacção alternada das partículas do meio onde se propaga o som.
Graficamente as ondas sonoras no ar podem representar-se como:
  A (amplitude) - distância máxima atingida pela onda relativamente à posição de equilíbrio. A unidade SI é o metro, m.
  T (período) - tempo necessário para uma partícula efectuar uma vibração completa. A unidade SI é o segundo, s.
(comprimento de onda) – distância mínima entre duas partículas na mesma fase de vibração. A unidade SI é o metro, m.
(frequência) – número de vibrações de uma partícula por segundo. A unidade SI é o hertz, Hz.
  V (velocidade) – distância linear percorrida pela onda num segundo. Unidade SI, m/s.
Os sons e o ouvido humano
O som é
captado no ouvido externo,
amplificado no ouvido médio,
transmitido ao cérebro, que o interpreta, no ouvido interno.
Som e ruído




Reflexão e refracção do som

Bibliografia
http://www.japassei.pt/

Energia solar

video

FONTES DE ENERGIA

Energia Nuclear / Atómica

A que se encontra armazenada nos núcleos atómicos.
Constitui a forma de energia mais moderna e de maior rendimento com que conta o homem para o seu serviço. 
Actualmente é utilizada para a obtenção de electricidade, de isótopos radioactivos, em Radiologia, em Medicina, etc.



Energia Hidroeléctrica
Nome que se dá à corrente eléctrica industrial que se destina à iluminação, à impulsão de motores, produção de calor, etc. 
Em geral é obtida em centrais hidroeléctricas, aproveitando as diferenças do nível da água, ou em centrais térmicas, mediante a utilização de um combustível adequado. 
A unidade de potência eléctrica é o watt.



Energia Eólica
É aquela que aproveita o vento, ou seja, o ar em movimento. É a mais económica de todas as formas de energia e uma das primeiras utilizadas pelo homem. 



Energia Geotérmica
 Vem do  calor interno da Terra. Este calor provoca a evaporação de grandes quantidades de água nas camadas profundas do solo e a sua saída violenta para a superfície.  
A energia geotérmica foi utilizada pelo homem desde os tempos mais remotos; basta recordar o uso que foi feito das águas termais. 


Energia Potencial
É a que possui um corpo pelo facto de se encontrar num campo de forças; por exemplo, o da gravidade.



Energia Solar
A obtida pelo aproveitamento das radiações solares. Reúne duas grandes vantagens: abundância e a condição de recurso renovável e não contaminante. 
A técnica moderna utiliza a energia solar para diversos fins: domésticos, em forma de aquecimento doméstico ou da água.


Energia do mar
Os oceanos podem ser uma fonte de energia para iluminar as nossas casas e empresas. Neste momento, o aproveitamento da energia dos mar é apenas experimental e raro.



Energia Termoeléctrica
A energia termoeléctrica é produzida a través de carvões vegetais, que em Portugal não existem. O carvão é queimado e com a sua pressão faz com que as turbinas funcionem.



Biografia 
https://www.google.pt/search

HISTORIA DA ENERGIA


Desde os primórdios o Homem necessitou de energia para viver. 
Até hoje a civilização industrial viveu quase exclusivamente da exploração intensiva de energias acumuladas.
Assim, mais de 85% da energia consumida hoje é obtida através do carvão, petróleo, gás natural, urânio etc.
A velocidade de reposição destas energias é praticamente nula na escala da vida humana. Por isso o futuro depende da importância que o Homem der às fontes de energia renováveis ou inesgotáveis. 
Durante muito tempo as energia renováveis foram um sonho, muito poucos acreditavam nela. Hoje a sua transformação e utilização são uma realidade. 
As inovações tecnológicas e um desenvolvimento positivo dos esforços de investigação mostram que a Humanidade pode encontrar soluções para as necessidades energéticas através de fluxos inesgotáveis de energia que nos vêm do Sol, do vento, das plantas e da própria Terra. 
Por toda a Terra há abundância de vento forte, de Sol intenso, de plantações ricas e abundantes, chuvas fortes ou calor.
À medida que se optar pelas energias renováveis, poder-se-à pensar na redução progressiva da utilização do carvão e do petróleo, criando novas perspectivas de futuro. 
Grande parte das energias renováveis e até mesmo as energias fósseis têm a sua origem primária no Sol.
O Sol fornece cerca de cem mil milhões de quilo-watts de energia à Terra cada hora que passa. Cerca de 1 a 2 % da energia proveniente do Sol é convertida em energia eólica - a energia do vento.




O QUE É A ENERGIA


ð A energia é tudo o que produz ou pode produzir ação, podendo por isso tomar as mais variadas formas:
-Energia mecânica,
-Calorífica
-Gravítica
-Eléctrica
-Química
-Magnética
-Nuclear, etc.
É tudo energias.

ð A energia não se cria nem se destrói, apenas se transforma, da qual o homem pode aproveitar e extrair da natureza e sem a qual não consegue viver.
Atualmente são os recursos energéticos que determinam a riqueza dos países. 85% de energia gasta em todo o mundo provém do petróleo e do carvão.

ð O petróleo para além de esgotável a breve prazo é prejudicial ao ambiente.

ð O carvão é mais abundante do que o petróleo (tem reservas para mais de 200 anos ) mas é ainda mais poluente, do que o petróleo.

ð O gás é menos poluente mas o seu transporte quer em pipeline quer em navios – tanque é muito dispendioso.